Abramvet promove debate on-line no dia 9

04 de setembro de 2020

Com o objetivo de divulgar a contribuição da Medicina Veterinária ao desenvolvimento técnico, cultural, social e econômico do país, a Academia Brasileira de Medicina Veterinária (Abramvet) promove o debate A Medicina Veterinária em Benefício do Desenvolvimento Econômico e Social do País. Idealizada e apresentada pelo professor doutor Josélio Andrade de Moura, presidente da associação, a discussão será transmitida no dia 9 de setembro, às 16h.

O evento, on-line e gratuito, comemora o Dia do Médico-Veterinário. O anfitrião promete reunir de 20 a 30 autoridades de brasileiras e mundiais em torno do tema. Foram convidados os ministros Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento-Mapa) e Onyx Lorenzoni (Cidadania), que também é médico-veterinário, além de deputados, presidentes, servidores do Mapa e representantes de associações brasileiras e estrangeiras.

Parte do encontro será dedicado à história da profissão e terá a participação dos médicos-veterinários Alcy José de Vargas Cheuiche e René Dubois. A transmissão será pelo canal de YouTube @cfmvoficial.

O trabalho do médico-veterinário

Nas mais de 80 áreas que abrangem a atuação profissional, os médicos-veterinários cuidam da saúde animal, humana e do meio ambiente, a chamada Saúde Única. A profissão, regulamentada pela primeira vez no país em 1933, também contribui para o desenvolvimento econômico e social brasileiro.

Muito além do atendimento aos animais de companhia, esses profissionais atuam em atividades ligadas à produção dos alimentos de origem animal e podem também trabalhar como pesquisadores, consultores, responsáveis técnicos, docentes e peritos criminais, judiciais e administrativos; exercem atividades em laboratórios para análise de solo, água e domissanitários (saneantes destinados ao uso domiciliar); realizam pesquisas e participam da produção de vacinas e de medicamentos de uso animal, entre outros.

Em 2011, a categoria foi integrada às equipes multiprofissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), atuando com outros profissionais na atenção básica à saúde em diversos municípios brasileiros. Desde 1998, a Medicina Veterinária já era reconhecida pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) como profissão da área de saúde.

Veterinário e o agronegócio

O agronegócio representa mais de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. O país, hoje, ocupa o posto de maior exportador de carne bovina e de frango in natura do mundo, além do quarto lugar nas exporta ções de carne suína. No primeiro semestre de 2020, esses três itens geraram um total de US$ 7,5 bilhões em vendas para o exterior, tendo grande peso na pauta exportadora brasileira, ajudando o Brasil a consolidar sua posição como líder mundial no setor.

No campo, o médico-veterinário deve estar comprometido com o desenvolvimento social e econômico, valores éticos, morais e ecológicos. Seu papel é fundamental para que os animais sejam mantidos em condições higiênicas e para a detecção precoce, vigilância e tratamento de doenças. No dia a dia, são responsáveis por informar e aconselhar sobre métodos para eliminar os riscos de contaminação nos alimentos, a exemplo dos resíduos de drogas, pesticidas, micotoxinas e contaminantes ambientais. Outra tarefa desse profissional do agronegócio é garantir o uso responsável de produtos biológicos, medicamentos e antibióticos na criação animal.

Evento on-line – A Medicina Veterinária em Benefício do Desenvolvimento Econômico e Social do País

Quando: 9 de setembro (quarta-feira), das 16h às 18h

No YouTube @cfmvoficial – gratuito, sem necessidade de inscrição prévia

Este evento é uma iniciativa da Associação Brasileira de Medicina Veterinária (Abramvet), com apoio da Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária (SBMV), a Federação Nacional dos Médicos Veterinários (Fenamev) e do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV)

Assessoria de Comunicação do CFMV